86 diputados votan en contra del repudio a espionaje norteamericano

Parlamentares do DEM, PMDB, PSDB, PMN, PP, PR, PRP, PSB, PSC, PSD e PTB votaram contra a moção de repúdio à espionagem estadunidense de cidadãos, empresas e instituições brasileiras apresentada no último dia 9.

A Câmara dos Deputados aprovou, na última terça-feira (9), uma moção de repúdio ao governo dos Estados Unidos em razão da denúncia de espionagem de mensagens eletrônicas e telefonemas brasileiros.

A proposta apresentada por José Guimarães (PT), no entanto, foi rejeitada por 86 deputados federais. Os votos contrários à moção foram registrados por deputados dos partidos DEM, PMDB, PSDB, PMN, PP, PR, PRP, PSB, PSC, PSD e PTB, pertencentes às bancadas evangélica e ruralista, como aponta o mapeamento da votação realizado pelaDiálogos do Sul.

Em números percentuais os partidos que se mostraram mais favoráveis à continuidade das ações de espionagem dos Estados Unidos contra o Brasil foram o DEM – 20 dos 23 deputados; o PSD – também 20 dos 32 deputados; o PP – 17 dos 24 deputados; e o PSC – 8 de 10 deputados. Merece registro que 14 deputados do PMDB votaram contra a moção, o que representa cerca de 20% da bancada do partido na Câmara dos Deputados.

Já as principais lideranças tucanas na Câmara se abstiveram na votação. Líderes do PSDB, tais como Mendes Thame, Duarte Nogueira, Eduardo Azeredo, Antonio Imbassahi, Jutahi Junior e Nelson Marchezan Júnior votaram pela abstenção. De acordo com a Diálogos do Sul, “tal fato reforça as denúncias de que desde o governo FHC, empresas e o próprio governo brasileiro colaboram com as autoridades e práticas imperialistas dos Estados Unidos