Reprimen a manifestantes que protestaban durante el discurso del Papa

Durante os discursos da presidente Dilma Rousseff e do papa Francisco, manifestantes ficaram concentrados perto do Palácio Guanabara, sede do governo fluminense. O protesto é contra os gastos públicos com a vinda do papa ao Brasil e também contra o governador Sérgio Cabral. Um boneco representando o governador foi queimado e houve confronto com a polícia. Pelo menos duas pessoas foram presas.

>>> Manifestante teria sido baleado em protesto no Rio

Os policiais reagiram com bombas de gás lacrimogêneo a dois coquetéis molotov lançados por duas pessoas mascaradas infiltradas entre o grupo que participava do protesto pacificamente. Com a ação da PM, grupos de manifestantes se espalharam pelas ruas próximas, principalmente pela Rua das Laranjeiras em direção ao Largo do Machado. Policiais ocupam as esquinas das vias próximas ao palácio para evitar que os ativistas voltem a se concentrar no local. No momento da ação, o papa Francisco e as demais autoridades já tinham deixado o Palácio Guanabara.

Os manifestantes ficaram a cerca de 500 metros do palácio, onde a polícia montou uma barreira com cercas de ferro. O protesto reuniu estudantes, militantes de partidos políticos e integrantes do movimento LGBT (lésbica, gay, bissexual, travesti e transexual).

 

http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/geral/noticia/2013/07/manifestantes-protestam-durante-discurso-da-presidente-e-do-papa-4208585.html