Uruguay y Brasil firman el primer proyecto binacional en materia de saneamiento

Tarso assina no Uruguai projeto binacional inédito na área de saneamento

O governador Tarso Genro assinou, nesta quarta-feira (6), durante a IX Reunião de Alto Nível da Nova Agenda Bilateral Brasil-Uruguai (RAN), em Montevidéu, no Uruguai, o convênio de financiamento do Fundo de Convergência Estrutura do Mercosul (Focem) para o primeiro projeto binacional na área de saneamento nas cidades de Aceguá (Brasil) e Acegua (Uruguai). Ao lado do chanceler uruguaio Luis Almagro e dos diretores da estatal de saneamento uruguaia e da Corsan, parceiras no projeto, o governador ressaltou o ineditismo da futura construção da rede de esgoto nas duas cidades.

“Há pouco tempo, as fronteiras da América Latina eram vistas como instrumentos de contenção e rejeição. Gradualmente, as fronteiras passaram a ser entendidas a partir da ótica da integração e do acolhimento”, ressaltou Tarso, logo após a assinatura do acordo no Edifício Mercosul, sede do parlamento do bloco. O governador também ressaltou a parceria do presidente do Uruguai, José Mujica. “Desde o primeiro dia do meu mandato estamos juntos”, disse.

O ministro das Relações Exteriores do Uruguai, Luis Almagro, disse que o Projeto Binacional de Saneamento Urbano Integrado Aceguá-Acegua é um exemplo de ação conjunta em regiões fronteiriças. “Nossos destinos estão unidos pela fronteira. São 985 quilômetros que nos unem com o Brasil. Mas não se tratam apenas de números, mas da vida de milhares de pessoas”, afirmou Almagro.

A construção da rede de captação e posterior tratamento do esgoto em Aceguá-Acegua vai beneficiar cerca de 3,5 mil famílias de brasileiros e uruguaios. A parceria é inédita no histórico de relações entre países que formam parte de um mesmo bloco político ou comercial. “Trata-se de um projeto único. Não há experiência igual no mundo, nem na União Europeia, um dos blocos mais antigos do mundo”, lembrou o diretor da Secretaria Executiva do Mercosul, Jeferson Miola.

O investimento total será de US$ 7,7 milhões, sendo que US$ 5,7 milhões serão aportados pelo Focem, fundo criado pelo Mercosul, e o restante será custeado pela Corsan e pela estatal uruguaia. O projeto foi apresentado pelo Governo do Estado em parceria com a Agência de Desenvolvimento da Bacia da Lagoa Mirim e com o Ministério das Relações Exteriores.

Além do governador, o diretor-presidente da Corsan, Tarcísio Zimmermann, e o secretário de Habitação e Saneamento, Marcel Frison, assinaram o acordo.

Outras atividades no Uruguai
Ainda nesta quarta-feira (6), o governador participou de uma reunião com a Comissão de Relações Exteriores da coalizão Frente Ampla. O encontro foi realizado na sede do partido no final da manhã.

À tarde, ainda no Edifício Mercosul, Tarso Genro conversou com o embaixador brasileiro no país e com o senador Roberto Conde. Ex-ministro das Relações Exteriores, Conde deve ser o próximo secretário-geral da Unasul.

Nesta quinta-feira (7), às 9h, o governador participa do Fórum “Novos Cenários Políticos, Distribuição da Riqueza, Inclusão Social e Construção da Cidadania” na cidade de Maldonado, no litoral uruguaio. No final da manhã, Tarso participa do encerramento dos trabalhos da IX RAN. Depois, reúne-se com prefeitos uruguaios e com o presidente Mujica, que será convidado a visitar o Rio Grande do Sul em março do ano que vem. O encontro com o chamado “Congresso de Intendentes” acontecerá no início da tarde no Palácio Municipal de Montevidéu.

 

http://www.relinter.rs.gov.br/conteudo/1711/?Tarso_assina_no_Uruguai_projeto_binacional_in%C3%A9dito_na_%C3%A1rea_de_saneamento