Protesta por prohibición de ingreso de jóvenes pobres a centros comerciales

Integrantes del Movimiento de Trabajadores Sin Techo reclaman derecho a hacer “rolezinho”

Integrantes do MTST protestam em shoppings de São Paulo por direito de fazer rolezinho

Um grupo de pelo menos 200 militantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) faz um protesto desde as 18h20 de hoje (16) em frente ao Shopping Jardim Sul, zona sul de São Paulo. O ato é em apoio aos chamados “rolezinhos”, encontros que têm sido promovidos, desde dezembro de 2013, por jovens da periferia em centros comerciais da cidade.

shopping foi evacuado por volta das 17h30 e todas as áreas de acesso bloqueadas com grades. O centro comercial também reforçou o seu corpo de seguranças para impedir a entrada dos manifestantes. O ato ocorre simultaneamente a outro protesto, no Shopping Campo Limpo, na mesma região.

Em 21 de dezembro, o Shopping Campo Limpo já havia sido alvo de um rolezinho. Na ocasião,  pelo menos oito homens da Força Tática da Polícia Militar entraram com armas carregadas com munição de balas de borracha e com granadas de gás no estabelecimento, que estava cheio em razão do Natal. Os policiais chegaram a abordar grupos de jovens dentro do centro comercial, que acabaram abandonando o local.

Segundo a coordenadora estadual do MTST, Ana Ribeiro, o movimento decidiu apoiar os rolezinhos porque entende que os jovens estão reivindicando cultura para a periferia. “A gente está em uma luta por moradia na periferia, mas isso é uma luta imediata. Tudo que tem relação com a cidadania do povo da periferia a gente apoia”, disse.

Os manifestantes que participam do ato no Shopping Jardim Sul são, em sua maioria, moradores das ocupações Faixa de Gaza, em Paraisópolis, e Capadócia, no Campo Limpo. No Shopping Campo Limpo, os participantes são moradores das ocupações Vila Nova Palestina, no Jardim Ângela, e Dona Deda, no parque Ipê, todas na Zona Sul de São Paulo.

 

http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-16/integrantes-do-mtst-protestam-em-shoppings-de-sao-paulo-por-direito-de-fazer-rolezinho

 

Justicia veta a tres “rolezinhos” en San Pablo

Justiça veta mais três “rolezinhos” em São Paulo

A Justiça de São Paulo vetou, nesta quinta-feira, mais três “rolezinhos” programados pelas redes sociais nos shoppings Metrô Tatuapé e Metrô Boulevard Tatuapé, na Radial Leste, zona leste da capital paulista. O primeiro está agendado para este sábado. Os próximos para 26 de janeiro e 22 de fevereiro.

Um oficial de Justiça será designado para citar manifestantes que realizarem tumultos. A liminar foi dada pelo juiz Luis Fernando Nardelli, da 3ª Vara Cível do Fórum Regional de Tatuapé, na zona leste da capital. — É de rigor estabelecer o limite e impedir a aglomeração de pessoas cujo objetivo precípuo é a realização de tumulto e vandalismo — afirmou, após a ação movida pelo empresa que controla os shoppings anexos à Estação de Metrô Tatuapé.

Um oficial de Justiça será designado para citar os manifestantes que realizarem qualquer tipo de tumulto no local que pertence ao Complexo Comercial do Tatuapé, até mesmo em áreas externas e estacionamento. A multa, em caso de descumprimento, foi fixada no mesmo valor que em outras decisões semelhantes: R$ 10 mil por manifestante em cada ato.

 

http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/geral/noticia/2014/01/justica-veta-mais-tres-rolezinhos-em-sao-paulo-4391874.html