Con una protesta, organizaciones piden castigar los crímenes de la dictadura

Manifestantes pedindo punição a crimes da ditadura param rodovia

Uma manifestação cobrando punição aos crimes do Estado na ditadura militar interditou a rodovia Washington Luís, em São Carlos (a 232 km de São Paulo), na tarde deste domingo (14).

Segundo a Polícia Rodoviária, cerca de 200 manifestantes do grupo Levante Popular da Juventude interditaram a pista no km 228, no sentido capital.

Eles queimaram pneus para fazer um bloqueio da pista.

A interdição ocorreu por volta das 17h e durou cerca de 30 minutos, até a chegada dos policiais. Não houve conflito.

Ainda de acordo com a polícia, foram registrados cerca de dois quilômetros de lentidão no local. Às 18h30, o trânsito já havia sido normalizado.

Os ativistas carregavam cartazes em que pediam “punição aos torturadores da ditadura”. Eles continuaram o protesto, por cerca de 30 minutos, na av. Getúlio Vargas, em São Carlos.

O grupo disse que o relatório da Comissão Nacional da Verdade, divulgado na quarta (10), deve incentivar os movimentos sociais a “deflagar um novo período de lutas” contra a impunidade. Os manifestantes pedem que a Lei da Anistia seja superada e que os apontados pelo relatório como responsáveis por tortura sejam punidos.

Folha de S. Paulo