“Si Dilma continúa con esa política de ajuste fiscal va a perder cada vez más base social, y es un problema para la estabilidad del Gobierno” – João Pedro Stedile, líder del Movimiento Sin Tierra

MST: O POVO É SÁBIO, NÃO QUER IMPEACHMENT

O líder do MST, João Pedro Stédile, afirmou ontem que Dilma Rousseff poderá perder sua base social se mantiver a política econômica. Segundo ele, o ajuste fiscal implementado pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, agravou as crises política e econômica e dificulta o apoio dos trabalhadores à gestão.

“Se a Dilma continuar com essa política burra do ajuste fiscal e com essa interpretação da crise como um problema de Orçamento, vai perder cada vez mais a base social que a elegeu. É problema para a estabilidade do governo”, afirmou Stédile, em entrevista ao Valor. “O governo só faz gol contra e ninguém torce para time que faz gol contra. Não pode pedir para que apoie essas burrices”.

Apesar das críticas, disse que os movimentos populares lutarão para impedir tentativas de impeachment. “Quem tem razão é o povo e o povo precisa criticar, dizer que o governo está errado. Mas o povo é sábio, não quer impeachment. Quer melhoria de vida”, disse. “De que adianta mudar o governo? Não é solução para crise. Precisamos de medidas concretas, que ajudem a tirar a economia da crise”

Brasil 247