Bajo la consigna “Fuera Temer”, los brasileños salieron a las calles de diferentes ciudades del país y del mudo para expresar su rechazo hacia las políticas del Gobierno interino de Michel Temer.

Bajo la convocatoria del Frente Pueblo Sin Miedo Movimienos de los Tabajadores Sin Techo (Mtst), los ciudadanos de manifiestan para defender los derechos sociales y la democracia.

La protesta ocurre cuando faltan solo cinco días para el inicio de los Juegos Olímpicos de Río de Janeiro 2016, momento en el que la prensa internacional tiene los ojos puestos sobre la nación suramericana que desde hace varios meses es el foco de inacabables manifestaciones contra el golpe parlamentario que sufrió la mandataria Dilma Rousseff.

 

Acusado de golpista y de montar un “Gobierno ilégitimo”, luego de armar toda una tramoya que dio inicio a un proceso judicial que apartó a la mandataria constitucional Dilma Rousseff de sus funciones el pasado 12 de mayo; Temer en tan solo dos meses y medio en el poder ha dejado claro que sus políticas en el plano económico están marcadas por las privatizaciones y los recortes.

 

Acusado de golpista y de montar un “Gobierno ilégitimo”, luego de armar toda una tramoya que dio inicio a un proceso judicial que apartó a la mandataria constitucional Dilma Rousseff de sus funciones el pasado 12 de mayo; Temer en tan solo dos meses y medio en el poder ha dejado claro que sus políticas en el plano económico están marcadas por las privatizaciones y los recortes.

 

Esta crisis política ha provocado que la imagen de los Juegos Olímpicos 2016 esté todavía más ensombrecida.

A poco para la apertura de los juegos, la Policía de Brasil ha detenido a 13 adultos y a un menor de 17 años por tener vínculos con simpatizantes del autodenominado Estado Islámico (Daesh en árabe), quienes según pretenden realizar un atentando terrorista durante la jornada deportiva.

A esto se le agrega el estigma de que la ceremonia inaugural en el estadio de Maracaná, el próximo 5 de agosto, será una de las que tenga menor número de jefes de Estado. De los 206 países que participan en los Juegos, solo 45 delegaciones han confirmado la presencia de sus primeros ministros. Las restantes asistirán con sus ministros de Deportes o de Exteriores. En Londres 2012, asistieron 95, mientras que en Pequín 2008, lo hicieron 86.

 

Publicado en Telesur

“Fora Temer” pelo Brasil: Acompanhe as manifestações

A concentração já ocupa todo o Largo da Batata. Lideranças políticas e sindicais discursam reafirmando a defesa da democracia e pedindo a volta da presidenta Dilma Rousseff ao cargo que foi eleita.a proposta de novas eleições também foi destaque nos discursos.

Entre as lideranças que participaram do ato estavam a vice-prefeita de São Paulo, Nádia Campeão, e o ex-senador Eduardo Suplicy. O senador Lindberg Faria (PT-RJ) tam´bem participou do ato e repeliu as manobras da mídia no apoio ao golpe. “Nós não jogamos a toalha, nós acreditamos que podemos derrotar o impeachment no Senado”, disse Lindberg. “Se Eduardo Cunha for cassado e preso, esse Michel Temer não fica um dia no poder”, completou.

Porto Alegre – Rio Grande do Sul

O ato acontece no Parque Farroupilha, a Redenção. Lideranças de movimentos sociais e sindicais reforçam a importância da participação popular para barrar o golpe contra a democracia. Os organizadores destacam ainda que os atos deste domingo são uma preparação para o mês de agosto, quando os movimentos sociais devem intensificar as mobilizações contra o impeachment às vésperas da votação no Senado.

Os organizadores também fizeram uma panfletagem e distribuíram adesivos com dizeres como “Não ao golpe!”. Muitas pessoas também carregam cartazes dizendo “Fora Temer, nenhum direito a menos”.

Salvador – Bahia

Por meio das redes sociais, Julio Fisherman, do Jornalistas Livres, informa que os manifestantes saíram em marcha pelas ruas de Salvador contra o retrocesso do governo provisório de Michel Temer. Os manifestantes estavam concentrados no Campo Grande em Salvador e caminham em direção ao Farol da Barra. Um micro trio, batucadas e apitaços animam os presentes no trajeto pelo corredor da Vitória.

Rio de Janeiro

Torcedores do Fluminense empunham cartazes contra o golpe e o governo de retrocesso de Michel Temer durante partida contra a Ponte Preta em Edson Passos, no Rio de Janeiro, neste domingo (31).

Belo Horizonte – Minas Gerais

Manifestantes em passeata pelas ruas do centro de Belo Horizonte, em Minas Gerais, pela volta da presidenta eleita Dilma Rousseff.

Belém – Pará

Os manifestantes enfrentaram a intransigência da polícia militar que tentou impedir que o carro som do ato se colocasse na esquina da Democracia (Presidente Vargas com Rua da Paz), tradicional ponto de atos dos movimentos sociais em Belém, no Pará.

Jovens, mulheres, aposentados e trabalhadores ocuparam a praça e não se intimidaram com a ação da PM. A manifestação repeliu o golpismo e o governo provisório de Temer e sua política de retrocesso.

A manifestação em Belém também foi marcada por uma homenagem ao Wilson Ferreira, dirigente da CTB Pará e do Sindicato e Federação das Domésticas, falecido na madrugada deste domingo.

Uberlândia – Minas Gerais

Ativistas realizaram panfletagem na feira livre do bairro Luizote de Freitas, em Uberlândia, Minas Gerais, para conversar com a população mostrando os retrocessos da gestão golpista de Michel Temer. Manifestantes já se concentram na Praça Tubal Vilela, no centro da cidade e tradicional ponto de manifestações.

Publicado en Vermelho