Brasil: Movimiento Sin Tierra ocupa nuevos terrenos en San Pablo para crear comuna urbana

MST realiza ocupação de área em Itapevi (SP) para criar outra comuna urbana

Cerca de 150 militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocuparam um novo terreno no município de Itapevi, na Grande São Paulo, neste sábado (28). A área, que pertence à Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo (Cohab/SP), está localizada no bairro Alto da Colina.

Desde a ocupação em que deu origem ao acampamento Padre João Carlos Pacchin, em agosto do ano passado, se estabeleceu uma batalha política e jurídica para a permanência das mais de 350 famílias na área. Nessa época, o MST deu início ao processo de organização da sua segunda Comuna Urbana, a partir da ocupação de dois terrenos contíguos, localizados também em Itapevi.

Em 18 de novembro, houve a reintegração de posse de um dos terrenos, o que restringiu o número de famílias acampadas a apenas cem famílias, devido ao tamanho reduzido da área restante.

Em 11 de dezembro, a justiça deu ganho de causa ao proprietário do terreno remanescente. Para denunciar essa situação, foram realizados atos políticos em maio desse ano.

Com a iminência do despejo, as famílias decidiram então reorganizar o acampamento em nova área, para continuar lutando pelo cumprimento da função social das terras urbanas ocupadas – projetos habitacionais socioambientais, que atendam às necessidades das famílias acampadas, através da garantia de moradias dignas.

http://www.brasildefato.com.br/node/29011