Elecciones en Brasil: Bolsonaro (46,6%) y Haddad (28,5%) se enfrentarán en segunda vuelta

611

Resultados de las elecciones presidenciales en Brasil: Bolsonaro y Haddad van a segunda vuelta

Los candidatos Jair Bolsonaro del Partido Social Liberal (PSL) y Fernando Haddad del Partido de los Trabajadores (PT) obtuvieron la mayor cantidad de votos en las presidenciales de este domingo, sin embargo, ninguno superó el 50 por ciento, por lo que se medirán en balotaje.

Telesur


Jair Bolsonaro e Fernando Haddad disputarão segundo turno da eleição presidencial

Com 92,51% das urnas apuradas, há definição matemática: haverá segundo turno entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). O capitão da reserva tem, até o momento, 47,01% dos votos válidos. O petista soma 27,97%.

Na sequência, aparecem Ciro Gomes (PDT), com 12,50%, e Geraldo Alckmin (PSDB), com 4,8%. João Amoedo (Novo) tinha 2,63% e Cabo Daciolo (Patriota) tinha 1,24%. Henrique Meirelles (MDB) tinha 1,22%; Marina Silva, 1%; e Alvaro Dias (Podemos) tinha 0,84%. Guilherme Boulos (PSOL) aparecia com 0,59%. Vera Lúcia (PSTU), Eymael (DC) e João Goulart Filho (PPL) tinham 0,05%, 0,04% e 0,03%, respectivamente. Brancos representavam 2,67% e nulos, 6,08%. Abstenções eram 20,33% do total.

Desde às 19h, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) passou a divulgar os resultados da apuração da eleição presidencial.

Os primeiros eleitos a serem conhecidos foram governador, senador, deputado federal e deputado estadual ou distrital.

Confira os números:

Jair Bolsonaro – PSL – 47,01% – 46.470.641 votos

Fernando Haddad – PT – 27,97% – 27.643.559 votos

Ciro Gomes – PDT – 12,50% – 12.359.271 votos

Geraldo Alckmin – PSDB – 4,88% – 4.823.762 votos

João Amoêdo – NOVO – 2,63% – 2.597.546 votos

Cabo Daciolo – PATRI – 1,24% – 1.223.678 votos

Henrique Meirelles – MDB – 1,22% – 1.201.599 votos

Marina Silva – REDE – 1,00% – 991.173 votos

Alvaro Dias – PODE – 0,84% – 833.106 votos

Guilherme Boulos – PSOL – 0,59% – 579.404 votos

Vera – PSTU – 0,05% – 52.061 votos

Eymael – DC – 0,04% – 38.791 votos

João Goulart Filho – PPL – 0,03% – 28.134 votos

JB


É oficial: segundo turno será batalha de civilizacao contra barbárie

Já é definitivo. Haverá segundo turno. E será da civilização contra a barbárie. Com 95,57% dos votos apurados, o segundo turno está definido. Jair Bolsonaro chegará ao segundo turno com aproximadamente 46% dos votos contra 28% de Haddad. Será um segundo turno em condições duríssimas para as forças democráticas, pela força acumulada pelo candidato fascista e pela performance da ultradireita nas urnas.

O PT perdeu o governo de Minas, com o candidato do Partido Novo, Romeu Zema, de extrema-direita, indo ao segundo turno com mais 43% dos votos contra o candidato de direita, Antonio Anastasia, do PSDB. Nomes importantes ficaram fora do Senado, como Dilma Roussef, Eduardo Suplicy, Roberto Requião e Lindbergh Farias. Candidatos de extrema-direita lideram votações para a Câmara dos Deputados em diversos Estados, como Eduardo Bolsonaro, Joice Hasselmann, Celso Russomanno e Kim Kataguiri. O PSL torna-se, de partido inexistente, numa legenda com uma bancada expressiva no Congresso Nacional -pela primeira vez na história do país uma agremiação de corte fascista terá representação organizada na Câmara dos Deputados e Senado.

Ciro Gomes terminará a apuração ao redor de 12% dos votos e a direita (alcunhada de “centro” pela mídia conservadora) dizimada, com Alckmin abaixo de 5% dos votos, Marina e Meirelles com 1%. Outro candidato de extrema-direita, João Amôedo, do Partido Novo, saiu fortalecido do processo, com o candidato do partido como favorito ao governo de Minas.

A partir desta segunda começam as articulações e as campanhas Bolsonaro e Haddad, com o candidato do PT aconselhando-se com o ex-presidente Lula sobre o cenário de política de alianças para o segundo turno. Ciro Gomes, Boulos e o PSB devem marchar com Haddad, com possibilidade de conversações com líderes regionais do MDB, Rede e PSDB.

Brasil247

VOLVER
Más notas sobre el tema