Bolsonaro reconoce con la más alta condecoración a Netanyahu, primer ministro de Israel

Bolsonaro condecoró a Netanyahu tras alianza inédita entre Brasil e Israel

El presidente de Brasil, Jair Bolsonaro, condecoró al primer ministro de Israel, Benjamín Netanyahu, con la Orden Nacional del Cruzeiro do Sul, uno de los más altos reconocimientos que confiere el Estado brasileño.

La decisión de otorgar a Netanyahu la Orden Nacional del Cruzeiro do Sul, en el grado de Gran Cruz, fue publicada hoy en el “Diario Oficial” después de la alianza inédita firmada entre ambos países.

Brasil e Israel han estrechado sus relaciones desde la llegada al poder de Bolsonaro, quien asumió la presidencia el pasado 1 de enero tras ganar las elecciones de octubre con un 55 % de los votos frente al progresista Fernando Haddad, sucesor del encarcelado expresidente Luiz Inácio Lula da Silva en la carrera electoral.

Netanyahu estuvo presente en la toma de cargo del ultraderechista, un gesto simbólico después de que el presidente brasileño anunciara su deseo de trasladar la embajada de Brasil en Israel de Tel Aviv a Jerusalén, como ya hicieron Estados Unidos y Guatemala.

En la investidura, el primer ministro de Israel celebró la “nueva era” iniciada por ambos países, que han sellado una asociación estratégica para cooperar en áreas como tecnología, defensa, agricultura, seguridad y agua.

“Israel es la tierra prometida. Y Brasil es la tierra de la promesa”, dijo Netanyahu durante su visita a Brasil.

Aporrea

Bolsonaro condecora Netanyahu com Ordem do Cruzeiro do Sul

O presidente Jair Bolsonaro condecorou o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, com a Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul. O decreto com a concessão da honraria foi publicado na edição desta sexta-feira (18) do “Diário Oficial da União”.

Concedida pelo Presidente da República, a Ordem do Cruzeiro do Sul é a mais alta condecoração brasileira destinada a estrangeiros.

Netanyahu recebeu a distinção em um momento de aproximação entre Brasil e Israel, que pode resultar na transferência da embaixada brasileira de Tel Aviv para Jerusalém.

Visita ao Brasil

Netanyahu veio ao Brasil no final dezembro e compareceu à posse de Bolsonaro na Presidência da República, em 1º de janeiro. Foi a primeira visita oficial de um premiê de Israel ao Brasil.

Bolsonaro e Netanyahu tiveram um encontro, no qual reafirmaram a intenção de estreitar os laços entre os dois países e fazer parcerias em diversos setores. O israelense chamou o brasileiro de “grande amigo”, “grande aliado” e “grande irmão”.

“Entendemos que nossa cooperação mútua possa render enormes benefícios aos nossos dois povos em áreas como economia, emprego, segurança, agropecuária, recursos hídricos, todas as esferas da atividade humana”, disse o primeiro-ministro na oportunidade.

Bolsonaro, por sua vez, afirmou que planeja retribuir a visita em março. Em Israel ele deseja negociar acordos de cooperação tecnológica e nas áreas de agricultura, segurança, militar, pesca, entre outras.

Mudança da embaixada

Em novembro do ano passado, após vencer a eleição presidencial, Bolsonaro declarou que pretende transferir a embaixada brasileira de Tel Aviv para Jerusalém, a exemplo do que fez Donald Trump. A embaixada norte-americana em Jerusalém foi inaugurada em maio.

Até o momento, o Brasil não oficializou a transferência. A medida é polêmica, porque representa o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel e gerou o receio de retaliações comerciais de países árabes, grandes compradores de carne bovina e de frango do Brasil.

Israel considera Jerusalém a “capital eterna e indivisível” do país. Mas os palestinos não aceitam e reivindicam Jerusalém Oriental como capital de um futuro Estado palestino.

A Ordem do Cruzeiro do Sul

A Ordem Nacional do Cruzeiro Sul é uma honraria destinada a estrangeiros, concedida por meio de decreto presidencial. Conforme o Ministério das Relações Exteriores (MRE), a condecoração é a “mais alta condecoração brasileira atribuída a cidadãos estrangeiros”.

Netanyahu recebeu a ordem no grau de “grão-cruz”, o segundo dos cinco graus da honraria. Segundo o MRE, a distinção foi criada pelo imperador Dom Pedro I, foi abolida após a proclamação da República e resgatada por Getúlio Vargas em 1932.

G1


Presidente condecora primeiro-ministro de Israel com Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul

O presidente da República, Jair Bolsonaro, concedeu ao primeiro-ministro do Estado de Israel, Benjamin Netanyahu, a Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul, no Grau de Grã-Cruz. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (18).

Criada como Ordem Imperial do Cruzeiro do Sul, em 1º de dezembro de 1822, por Dom Pedro I, a comenda é a mais alta condecoração brasileira atribuída a cidadãos estrangeiros.

Netanyahu foi uma das autoridades presentes na posse do presidente, em 1º de janeiro. Dias antes da cerimônia, o primeiro-ministro usou sua conta no Twitter para afirmar que estava contente “por podermos começar uma nova era entre Israel e a grande potência chamada Brasil”.

Planalto


VOLVER