Brasil expulsa diplomáticos venezolanos

127

Itamaraty expulsa todos os diplomatas da Venezuela em território brasileiro

Em documento assinado nesta terça-feira (28), e considerado de caráter “urgentíssimo”, o Ministério de Relações Exteriores do Brasil comunicou que os 34 funcionários diplomáticos venezuelanos estão expulsos do país, e devem abandonar suas sedes e regressar à Venezuela no máximo até o dia 2 de maio.

A medida inclui não só os diplomatas que trabalham na Embaixada da Venezuela em Brasília como também os que atuam nos consulados presentes nas cidades de Belém, Boa Vista, Manaus, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo.

Os funcionários expulsos do país são aqueles reconhecidos pelo governo legítimo da Venezuela, comandado pelo presidente eleito do país, Nicolás Maduro. No entanto, o governo brasileiro costuma afirmar que reconhece como interlocutores os representantes legais de Juan Guaidó, líder de um setor da oposição, e que se autoproclamou presidente.

Não está claro, na decisão do Itamaraty, se esses representantes passarão a ocupar as sedes diplomáticas venezuelanas no Brasil, após a expulsão dos representantes do governo de Maduro.

A decisão do Brasil também ocorre em meio à uma fortíssima pressão dos Estados Unidos contra o governo da Venezuela, que inclui uma ameaça de intervenção militar estrangeira, com a aproximação de tropas estadunidenses ao território do país sul-americano.



Forum


VOLVER
Más notas sobre el tema