Brasileños vuelven a marchar para pedir la salida de Bolsonaro por las muertes durante la pandemia

981

Brasil: Convocan a una masiva protesta en contra del gobierno de Bolsonaro

Partidos políticos, organizaciones populares, sociales, de trabajadores y estudiantiles convocaron para este sábado a protestas en todo Brasil contra el Gobierno del presidente Jair Bolsonaro, siempre manteniendo los protocolos sanitarios ante la pandemia de Covid-19.

El Frente “Fuera Bolsonaro” denunció que el presidente insiste en recomendar el uso de fármacos sin eficacia probada, como la cloroquina, no utiliza mascarillas y se le acusa de promover el llamado tratamiento precoz contra el patógeno sin comprobación científica.

Por tal motivo, se convocó a las manifestaciones para rechazar el gobierno de la muerte y el hambre, y pedir el impeachment (juicio político) del presidente.

Los manifestantes apoyarán la labor de la Comisión Parlamentaria de Investigación que evalúa desde hace cuatro semanas las acciones, omisiones y negligencia del gobierno brasileño ante el Covid-19 que cobró hasta la fecha más de 455 mil muertes y 16 millones de contagios.

También demandarán una mayor aceleración en la vacunación contra el coronavirus y la devolución de la ayuda de emergencia de 600 reales (108 dólares) después de la rebaja a un rango entre 150 (27 dólares) y 300 reales (54 dólares).

Misiones Cuatro


BH e mais de 30 cidades terão protestos neste sábado contra Bolsonaro

Por Ana Mendonça

Quase uma semana depois que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tomou as ruas do Rio de Janeiro e sem máscara se aglomerou com diversos apoiadores, mesmo em meio à pandemia da COVID-19, a oposição juntou forças e promove, na tarde deste sábado (29/5), uma manifestação chamada de “O povo na rua: fora Bolsonaro”.

Os manifestantes pedem, além da queda do presidente, o fim do negacionismo promovido por Bolsonaro durante a pandemia. O presidente insiste em recomendar o uso de remédios sem eficácia comprovada, não utiliza máscaras no Brasil e é acusado de promover o ‘tratamento precoce’, que também não foi comprovado cientificamente.

Além da bandeira de “Fora, Bolsonaro”, os manifestantes querem declarar apoio à CPI da COVID e pedir rapidez na vacinação e retorno do auxílio emergencial de R$ 600. Movimentos como a luta antirracista, o fim da violência policial no Brasil e a educação publica também estão na pauta.

Apesar de ser contra a ida às ruas, a esquerda usa a justificativa de que “não dá mais para esperar”. As frentes Povo sem Medo, Brasil Popular e Coalizão Negra por Direitos, a UNE (União Nacional dos Estudantes), a CUT (Central Única dos Trabalhadores) e o MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) estão à frente do movimento. PT, PSOL, PC do B, PCB, PCO e UP também estão participando da articulação.

Pelas redes sociais, os organizadores lembram o uso obrigatório de máscaras e álcool em gel para proteção contra a COVID.

O coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e ex-candidato à presidência da República e à prefeitura de São Paulo pelo PSOL, Guilherme Boulos, convocou na quinta-feira (20/5), por meio de suas redes sociais, a ida ao ato.

“Vamos às ruas dia 29 contra Bolsonaro! O Brasil não aguenta sangrar até 2022. Com máscara PFF2, distanciamento e muita disposição de luta. #PovoSemMedo #ForaBolsonaro”, escreveu.

Manifestação em Belo Horizonte

Na capital mineira, a manifestação contra Bolsonaro está marcada para acontecer na Praça da Liberdade, às 10h da manhã.

Os organizadores pedem, via redes sociais, que os manifestantes levem cartazes, máscaras PFF2 ou N95, álcool em gel, uma blusa extra e gases.

O local vem sendo usado para manifestações a favor do presidente Bolsonaro durante a pandemia. Sem máscara, alguns apoiadores do presidente vem se aglomerando para defender a permanência do chefe do Executivo.

Cidades e Locais

REGIÃO SUDESTE

MINAS GERAIS

  • Belo Horizonte – Praça da Liberdade – 10h
  • Itabirito – Prefeitura – 8h
  • Viçosa – 4 Pilastras – 9h
  • Barbacena – Praça da Matriz – 10h
  • Uberlândia – Praça Irene Mendes – 9h30
  • Uberaba – Praça Rui Barbosa – 11h
  • Juiz de Fora – (a definir)
  • Montes Claros – (a definir)

OUTRAS CIDADES

  • São Paulo – MASP – 16h
  • Campinas – Lago do Rosário – 10h
  • Santos – Estação Cidadania – 16h
  • Rio de Janeiro – Monumento Zumbi – 10h

REGIÃO NORDESTE

  • Maceió – Praça dos Marítimos – 9h
  • Arapiraca – (a definir)
  • Recife – Praça do Derby – 9h
  • Teresina – Praça Rio Branco – 8h
  • Juazeiro do Norte – Praça da Prefeitura – 8h
  • João Pessoa – Parque da Lagoa – 9h
  • Patos – Correios – 8h
  • Salvador – Campo Grande – 10h
  • Aracaju – Praça dos Eventos – 8h
  • Fortaleza – Praça Gentilândia – 15h30
  • Natal – Shopping Midway – 15h
  • Mossoró – Praça Cícero Dias – 16h

REGIÃO SUL

  • Porto Alegre – Prefeitura – 15h
  • Passo Fundo – Praça da Mãe -8h
  • Curitiba – Praça Santos Andrade – 15h
  • Florianópolis – Lagoa da Alfândega – 10h

REGIÃO NORTE

  • Araguaiana – Praça da Bandeira – 16h
  • Belem – Praça da Republica – 8h

REGIÃO CENTRO-OESTE

  • Goiania – Praça Civica – 9h
  • Cuiabá – Praça Alencastro – 15h
  • Brasília – Museu Nacional – 9h

VOLVER

Más notas sobre el tema