Brasil | Fiscalía General pide investigar a Bolsonaro por prevaricato en la compra de vacunas Covaxin

1.182

Fiscalía brasileña acepta investigar denuncia contra Bolsonaro por prevaricación

La Fiscalía brasileña instauró este viernes una investigación sobre acusaciones formuladas contra el Presidente Jair Bolsonaro por sospechas de que no denunció una tentativa de corrupción en la compra de la vacuna india anticovid Covaxin.

“En una notificación registrada este viernes por la mañana, la Fiscalía General de la República (PGR) informó al Supremo Tribunal Federal (STF) de la instauración de una investigación sobre los hechos denunciados” por tres senadores, que acusaron a Bolsonaro de prevaricación, indicó la Fiscalía en un comunicado.

Para dar los primeros pasos de la investigación, el vicefiscal general, Humberto Jacques de Medeiros, solicita la autorización de la jueza de la corte suprema Rosa Weber para pedir informaciones sobre el caso “y el eventual envío de pruebas” recogidas por otros organismos judiciales y legislativos.

Tres senadores presentaron el lunes pasado una demanda ante la Corte Suprema para investigar si Bolsonaro incurrió en el delito de “prevaricación” al no denunciar la presunta sobrefacturación en la compra de la vacuna Covaxin, del laboratorio Bharat Biotech, que al final no se realizó.

La factura de 45 millones de dólares, por tres millones de dosis, aterrizó el 18 de marzo en el escritorio de Luis Ricardo Miranda, jefe de importaciones médicas del Ministerio de Salud, quien transmitió sus dudas a su hermano, el diputado bolsonarista Luis Miranda.

Según los hermanos Miranda, Bolsonaro los recibió el 20 de marzo en su residencia en Brasilia y les aseguró que comunicaría esas sospechas a la Policía Federal, algo que aparentemente nunca hizo.

Entre los tres legisladores que pidieron accionar al STF figura Randolfe Rodrigues, vicepresidente de la Comisión Parlamentaria (CPI) que indaga en presuntas omisiones del gobierno en la lucha contra la pandemia que ya dejó más de medio millón de muertos en Brasil.

Bolsonaro se opuso constantemente a las medidas de aislamiento social, alegando su impacto negativo en la economía, promovió aglomeraciones sin el uso de mascarillas, cuestionó la eficacia de las vacunas y promocionó medicamentos sin eficacia comprobada contra la enfermedad.

Bolsonaro, por el momento al abrigo

De Medeiros solicitó inicialmente que el STF rechace la demanda de investigar a Bolsonaro, sosteniendo que de eso ya se estaba ocupando la CPI.

Pero la jueza Weber denegó esa solicitud, alegando que la Fiscalía no podía permanecer en “el papel de espectador de las acciones de los Poderes de la República”.

Si la Fiscalía encuentra pruebas contra Bolsonaro, pedirá al STF que abra una causa contra el mandatario. Pero para hacerlo, el STF deberá obtener la aprobación de dos tercios de la Cámara de Diputados. En ese caso, Bolsonaro sería separado de sus funciones durante seis meses, mientras se realiza su juicio.

Pero esa hipótesis parece hoy poco probable, dado que el mandatario de ultraderecha cuenta con una base de apoyo consistente en el Congreso.

“La aceptación de investigar [la denuncia de prevaricación] es una derrota para el presidente, pero no veo ningún elemento que garantice una incriminación”, dijo a la AFP el analista político Creomar de Souza, de la consultora Dharma.

En paralelo a la CPI y a la investigación actual de la Fiscalía, la oposición presiona para que el presidente de la Cámara de Diputados acepte abrir un proceso de impeachment contra Bolsonaro.

La oposición convocó para el sábado la tercera jornada de movilizaciones desde fines de mayo, para pedir la salida de Bolsonaro.

Decenas de partidos de izquierda, sindicatos y organizaciones sociales, así como algunos exaliados de Bolsonaro, entregaron el miércoles un documento que reúne un centenar de pedidos de destitución con más de 20 acusaciones.

Entre los cargos enumerados por ese “superpedido de impeachment” figuran el de “crímenes contra el ejercicio de los derechos políticos, individuales y sociales” y “contra el cumplimiento de decisiones judiciales”, así como el de haber actuado con “negligencia” frente a la pandemia.

La Tercera


Bolsonaro prevaricou? Entenda o inquérito e o que pode acontecer com o presidente

A Procuradoria-Geral da República solicitou ao Supremo Tribunal Federal a abertura de um inquérito para apurar se o presidente Jair Bolsonaro cometeu o crime de prevaricação no caso da vacina Covaxin. A manifestação, assinada pelo vice-procurador-geral, Humberto Jacques de Medeiros, foi encaminhada à ministra Rosa Weber nesta sexta-feira 2.

Para que a investigação comece, o STF tem de chancelar o pedido da PGR.

A solicitação nasce de uma notícia-crime contra Bolsonaro protocolada no STF pelos senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Fabiano Contarato (Rede-ES) e Jorge Kajuru (Podemos-GO). O argumento é de que o presidente prevaricou ao não comunicar a Polícia Federal sobre as suspeitas de fraude na negociação pelo imunizante indiano apresentadas pelo deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) e pelo irmão dele, o servidor da Saúde Luis Ricardo Miranda.

O crime de prevaricação está descrito no artigo 319 do Código Penal e se caracteriza por “retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal”.

Eis as diligências inicialmente previstas pela PGR a serem cumpridas pela Polícia Federal, conforme a manifestação enviada ao STF:

(a) solicitar informações à Controladoria-Geral da União, ao Tribunal de Contas da União, à Procuradoria da República no Distrito Federal, e em especial à Comissão Parlamentar de Inquérito da Pandemia sobre a pendência de procedimentos relativos aos mesmos fatos, e, em caso positivo, o compartilhamento de provas;
(b) produzir provas, inclusive através de testemunhas, sobre:
(b.1) a prática do ato de ofício após o prazo estipulado ou o tempo normal para sua execução, com infração a expressa disposição legal ou sua omissão;
(b.2) a competência dos supostos autores do fato para praticá-lo;
(b.3) a inexistência de discricionariedade quanto à prática ou omissão do ato pelo agente
(b.4) caracterização de dolo, direto ou eventual, acrescido do intuito de satisfazer interesse ou sentimento pessoal;
(c) ouvir os supostos autores do fato.

“No aguardo da abertura do inquérito, a Procuradoria-Geral da República sugere, de início, o prazo de 90 dias para a efetivação das providências apontadas, entre outras que porventura a autoridade policial entender cabíveis, permanecendo em prontidão para dar impulso regular ao feito”, diz o ofício.

A prevaricação é considerada um crime comum, não de responsabilidade. Por isso – e por se tratar do presidente da República, uma autoridade com foro especial -, uma eventual acusação contra Bolsonaro apresentada pela PGR teria de ser chancelada pela Câmara dos Deputados.

Diz o artigo 86 da Constituição Federal de 1988:

“Admitida a acusação contra o Presidente da República, por dois terços da Câmara dos Deputados, será ele submetido a julgamento perante o Supremo Tribunal Federal, nas infrações penais comuns, ou perante o Senado Federal, nos crimes de responsabilidade”.

§ 1º O Presidente ficará suspenso de suas funções:

I – nas infrações penais comuns, se recebida a denúncia ou queixa-crime pelo Supremo Tribunal Federal;

II – nos crimes de responsabilidade, após a instauração do processo pelo Senado Federal.

§ 2º Se, decorrido o prazo de cento e oitenta dias, o julgamento não estiver concluído, cessará o afastamento do Presidente, sem prejuízo do regular prosseguimento do processo.

§ 3º Enquanto não sobrevier sentença condenatória, nas infrações comuns, o Presidente da República não estará sujeito a prisão.

§ 4º O Presidente da República, na vigência de seu mandato, não pode ser responsabilizado por atos estranhos ao exercício de suas funções.

Carta Capital


Atualização: agora são 340 atos ‘Fora Bolsonaro’ confirmados em 314 cidades

Com a palavra de ordem “Fora Bolsonaro”, ao menos 314 cidades do Brasil e do exterior já confirmaram atos neste sábado (3) para exigir o impeachment de Jair Bolsonaro. Essa será a terceira manifestação nacional após os atos realizados em 29 de maio e 19 de junho. A relação de manifestações e locais mais abaixo foi atualizada às 15h30 desta sexta-feira (2).

Como nos protestos anteriores, movimentos sociais e populares, sindicatos, organizações feministas e da juventude encabeçam o levante em defesa também da vacinação contra a covid-19 e do auxílio emergencial de R$ 600 até o fim da pandemia. Inicialmente previsto para o dia 24, as manifestações foram antecipadas pela Campanha Fora Bolsonaro diante das recentes revelações feitas pela CPI da Covid no Senado, que colaram Bolsonaro à denúncia de corrupção na compra superfaturada da vacina indiana Covaxin. Ao longo desta semana, surgiu ainda um novo escândalo de propina envolvendo também a aquisição de imunizantes.

Denúncias e crimes

De acordo com o policial militar e representante da empresa Davati Medical Supply, Luiz Paulo Dominguetti Pereira, o diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, teria pedido propina de U$S 1 por dose para fechar contrato com a pasta. As revelações aumentam o desgaste do presidente e aceleram o processo de mobilização por sua saída, inclusive com a adesão de outros espectros políticos do centro à direita.

Uma unidade entre distintas correntes já havia marcado a entrega do chamado “superpedido” de impeachment nesta quarta (30) na Câmara dos Deputados. Puxado pela esquerda, o pedido de afastamento de Bolsonaro também contou com o apoio até de ex-aliados do presidente, como os deputados Alexandre Frota (PSDB-SP) e Joice Hasselmann (PSL-SP).
Segurança e cuidados nos atos ‘Fora Bolsonaro’

Os movimentos que organizam os protestos reforçam as medidas de precaução para evitar os riscos de contaminação pela covid-19. A orientação é usar máscara o tempo todo (PFF2, de preferência), guardar distância mínima de 1,5 metro dos outros manifestantes e usar álcool em gel 70º nos atos #3J.

A segurança sanitária, conforme apontam os organizadores, é essencial para que a população brasileira continue pressionando o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), a dar andamento ao processo de impeachment de Bolsonaro. Em nota, o vice-presidente da CUT, Vagner Freitas, destacou que “sábado é o dia mais importante das manifestações, inclusive para ancorar a entrega do superpedido de impeachment”.

“As denúncias de corrupção e as mortes que poderiam ter sido evitadas, se o governo tivesse comprado vacina rapidamente, merecem um basta. Todos sabem que a culpa por essa tragédia e esse desgoverno é de Bolsonaro”, destacou o dirigente.

Atos confirmados para o #3J

Sudeste

São Paulo

  • Amparo – Em frente à prefeitura | 10h
  • Araçatuba – Praça Rui Barbosa | 10h e Carreata na Praça Olímpica | 10h
  • Bauru – Praça Rui Barbosa | 9h
  • Botucatu – Largo São José | 14h
  • Campinas – Largo do Rosário | 10h
  • Carapicuíba – Bairro Cidade Ariston (Início da Av. Dante Carraro) | 10h
  • Cotia – Praça da Matriz | 13h
  • Guaratinguetá – Praça da Estação | 10h
  • Jacareí – Pátio dos Trilhos | 9h30
  • Jaguariúna – Praça Umbelina Bueno | 10h
  • Jundiaí – carreata no Paço Municipal | 9h30 e  ato na Ponte Torta | 11h
  • Limeira – Av Maestro Xixirri (próx. ao Campo do Galo) | 9h30
  • Osasco – Em frente à Estação de Osasco (ato segue rumo a Av. Paulista) | 12h30
  • Piracicaba – Mercadão Municipal | 9h
  • Praia Grande – Praça 19 de Janeiro | 10h
  • Ribeirão Preto – Esplanada Teatro Pedro II | 9h
  • Salto – Praça XV de Novembro | 15h
  • São Carlos – Arredores do Mercadão | 10h
  • São João da Boa Vista – Praça Coronel José Pires | 15h
  • São José do Rio Preto – Em frente à prefeitura | 14h30
  • São Paulo – Masp, Avenida Paulista | 15h
  • Sorocaba – Carreata em frente à prefeitura | 9h
  • Suzano – Praça dos Expedicionários | 10h
  • Vinhedo – Praça Sant’Anna | 11h

Minas Gerais 

  • Barbacena – Praça São Sebastião | 9h30
  • Belo Horizonte – Praça da Liberdade | 14 h
  • Brumadinho – Na avenida esquina com a Quintino Bocaiúva | 9h
  • Campo Belo – Praça dos Expedicionários | 10h
  • Caxambu – Carreata Ginásio Poliesportivo Jorge Cury | 9h30
  • Congonhas – Feira do Produtor Rural | 7h30
  • Conselheiro Lafaiete – Praça Tiradentes | 13h
  • Divinópolis – Rua São Paulo com Primeiro de Junho | 9h
  • Formiga – Praça da Matriz | 19h
  • Governador Valadares – Mercado Municipal | 10h
  • Ipatinga – Praça 1º de Maio | 9h
  • Itabira – Rodoviária | 10h
  • Itajubá – Praça Wenceslau Braz | 11h
  • Itaúna – Praça da Matriz | 09h
  • João Monlevade – Praça do EPA (Cruzeiro Celeste) | 9h30
  • Juiz de Fora – Parque Halfeld | 10h
  • Mariana – Central | 10h
  • Montes Claros – Praça Dr. Carlos | 09h
  • Oliveira – Praça São Sebastião | 10h
  • Ouro Branco – Canteiro Central da Av. Mariza | 10h
  • Ouro Preto – Caminhada Terminal Turístico do Veloso | 9h30
  • Passos – Estação Cultura | 15h
  • Patos de Minas – Praça do Coreto | 10h
  • Poços de Caldas – Passeata Coreto (Praça Pedro Sanches) | 15h
  • Pouso Alegre – Praça da Catedral | 10h
  • Ribeirão das Neves – Banco do Brasil Lagoinha | 9h
  • Sacramento – Praça do Perpétuo Socorro | 9h
  • São João del Rei – Teatro Municipal | 10h
  • Sete Lagoas – Praça Tiradentes | 9h
  • Tiradentes – Em frente à matriz | 10h
  • Ubá – Praça Guido | 09h
  • Uberaba – Praça Rui Barbosa | 10h
  • Uberlândia – Praça Ismene Mendes | 9h30
  • Varginha – Praça do ET | 10h
  • Viçosa – Saindo da UFV | 9h30

Espírito Santo

  • Vitória – Ufes | 14h

Rio de Janeiro

  • Rio de Janeiro – Monumento Zumbi | 10h
  • Barra Mansa – Praça da Matriz | 11h
  • Campos –  Praça São Salvador | 9h
  • Macaé – Praça Veríssimo de Mello | 9h30
  • Miguel Pereira – Em frente à Fornemat | 11h
  • Nova Iguaçu – Praça dos Direitos Humanos via Light esquina com Dom Walmor | 9h
  • Paty dos Alferes – Praça George Jacob Abdue | 9h
  • Petrópolis – Praça da Inconfidência | 11h
  • Saquarema – Praça do Coração | 15h
  • São Fidélis – Praça Guilherme Tito de Azevedo | 9h30
  • Teresópolis – Praça do Sakura até Fonte Judith | 9h
  • Três Rios – Praça São Sebastião | 16h
  • Valença – Jardim de Cima | 9h30

Norte

Acre

  • Rio Branco – Palácio Rio Branco | 16h
  • Epitaciolândia – Praça do Skate | 16h30

Amazonas

  • Manaus – Praça da Saudade | 15h

Pará

  • Altamira – Em frente a Equatorial (Celpa) | 8h30
  • Ananindeua – Praça da Bíblia (ato 02/07) |17h
  • Cametá – Praça das Mercês | 17h
  • Belém – Praça da República | 8h
  • Santarém – Praça de Eventos da Anísio Chaves | 17h
  • Soure – Praça do Cruzeiro | das 8h às 17h

Rondônia

  • Guajará-Mirim – Parque Circuito | 9h
  • Porto Velho – Passeata na Praça das 3 Caixas D’água | 8h30
  • Porto Velho – Carreata 7 de setembro com a Farquar | 8h30

Roraima

  • Boa Vista – Praça Germano Augusto Sampaio | 9h

Tocantins

  • Palmas – Parque dos Povos Indígenas | 16h

Nordeste

Alagoas

  • Maceió – Praça Centenário | 9h
  • Delmiro Gouveia – Praça do Coreto | 9h
  • Palmeira dos Índios – Em frente a Catedral Diocesana | 9h

Bahia

  • Alagoinha – Praça Ruy Barbosa | 9h
  • Feira de Santana – Em frente à Prefeitura | 9h
  • Ilhéus – Praça da Irene, Av. Soares Lopes | 12h30
  • Itabuna – Jardim do Ó | 9h
  • Jequié – Praça Luiz Viana | 9h
  • Juazeiro – Praça Dedé Caxias | 9h
  • Porto Seguro – Praça São Sebastião | 8h
  • Salvador – Largo do Campo Grande | 14h
  • Santa Cruz Cabrália – Monumento Indígena de Coroa Vermelha | 9h
  • Seabra – Praça do Mercadão | 9h
  • Serrinha – Praça Centenário | 9h

Ceará

  • Acaraú – Praça do Centenário | 8h
  • Barreira – Tribuna Livre na Feira | 9h
  • Canindé – Praça Tomaz Barbosa | 8h
  • Caucaia – Praça da Igreja Matriz | 8h
  • Fortaleza – Praça Portugal | 15h
  • Icó – Teatro da Ribeira de Icós | 16h
  • Iguatu – Av. Francisquinha Dantas | 17h
  • Itapipoca – Ponte da Av. Esaú Alves de Aguiar | 7h30
  • Juazeiro do Norte – Praça da Prefeitura | 9h
  • Limoeiro do Norte – Praça da Rodoviária | 7h30
  • Maracanaú – Praça das Estações | 8h
  • Pentecoste – Praça do CSU | 15h30
  • Quixadá – Praça José de Barros, Leão | 8h
  • Redenção – Campus da liberdade da UNILAB | 15h
  • Sobral – Praça de Cuba | 8h
  • Tianguá – Rodoviária de Tianguá | 8h

Maranhão

  • São Luís – Praça Deodoro  | 8h
  • Imperatriz – Praça de Fátima | 8h
  • Santa Inês – Praça das Laranjeiras | 8h

Paraíba

  • João Pessoa – Caminhada Lyceu Paraibano | 9h
  • Cajazeiras – Praça da Prefeitura | 9h
  • Campina Grande – Caminhada Praça da Bandeira e Carreata Parque do Povo  | 8h30
  • Juarez Távora – Ato simbólico | 15h
  • Monteiro – Carreata Alto São Vicente próximo ao Trevo | 9h
  • Patos – Ato na Praça Cícero Sulpino | 7h30
  • Remígio – Parque Lagoa | 9h
  • Salgado de São Félix – Acauã Mirim | 16h30
  • São José do Ramos – Na comunidade Pau a Pique| Das 07h às 11h

Pernambuco

  • Recife – Praça do Derby | 9h
  • Caruaru – INSS | 9h
  • Petrolina – Praça da Catedral | 9h
  • Pesqueira – Carreata – saída em frente ao SAMU Pedra Redonda | 9h
  • São José do Egito – Rua da Baixa – Em frente a estátua do Poeta | 9h
  • Vitória de Santo Antão – em frente ao Banco do Brasil  | 9h
  • Serra Talhada – Escola Solidônio Leite | 9h

Piauí

  • Parnaíba – Av. Pinheiro Machado com Samuel Santos | 16h
  • Teresina – Praça Rio Branco | 9h

Sergipe

  • Aracaju – Praça da Bandeira | 14h

Rio Grande do Norte

  • Natal – Midway | 15h
  • Pureza – Nova Descoberta (Ato em 02/07) | 19h

Centro-Oeste

Distrito Federal

  • Brasília – Praça dos Três Poderes | 16h

Goiás

  • Águas Lindas – Praça da Bíblia | 7h30
  • Anápolis – Praça do Ancião | 9h
  • Aurilândia – Ginásio de Esportes | 17h
  • Caldas Novas – Praça da Matriz | 16h
  • Catalão – Praça do Eldorado (Castelo Branco) | 8h
  • Ceres – Parque Curumim | 8h
  • Cidade de Goiás – Praça do Chafariz | 9h30
  • Formosa – Jardim Planalto | 10h
  • Goianésia – Av. Brasil, saída para Ceres | 8h30
  • Goiânia – Caminhada e Carreata Praça Cívica | 9h
  • Ipameri – Praça do Conjunto Romeu Carvalho | 15h30
  • Itapirapuã – Passeata Praça da Matriz | 17h
  • Itumbiara – Capim de Ouro | 8h30
  • Jataí – Carreata e Bicicletada Lago Diacuy | 9h
  • Pirenópolis – Carreata Residencial Luciano Peixoto | 9h30
  • Porangatu – Carreata, motocada e bicicletada Av. Federal com Rua 2, em frente à Curinga dos Pneus no Centro | 17h
  • São Luís de Montes Belos – Praça da República | 14h30

Mato Grosso

  • Cuiabá – Ato Simbólico Prainha | 6h
  • Cuiabá – Carreata Sesc Arsenal | 8h
  • Cuiabá – Ato de rua praça Alencastro | 10h

Mato Grosso do Sul

  • Aquidauana – Carreata Praça dos Estudantes | 15h
  • Bonito – Ato Simbólico Praça da Liberdade | 10h
  • Campo Grande – Praça do Rádio | 9h
  • Corumbá – Ato Simbólico – Carros de Som o dia todo
  • Coxim – Ato Simbólico (*Aguardando infos)
  • Dourados – Passeata 9h (*Aguardando infos)
  • Itaquirai – (*Aguardando infos)
  • Jardim – (*Aguardando infos)
  • Nioaque – Ato Simbólico (*Aguardando infos)
  • Nova Andradina – Manifestação (*Aguardando infos)
  • Terenos – Carreata Loteamento Jd. do Cerrado | 9h
  • Três Lagoas – Feira da Rua Rosário Congro | 9h30

Sul

Paraná

  • Curitiba – Praça Santos Andrade | 15h
  • Antonina – Carreata e Bicicletada Praça Coronel Macedo | 9h
  • Apucarana- Carreata Rodoviária de  Apucarana | 9h
  • Campo Mourão – Carreata Escola CAIC | 9h30
  • Cascavel – Carreata em frente ao Tuiutí sentido à Prefeitura | 9h
  • Cianorte – Carreata Praça Duque de Caxias (Av. Arthur Thomas) | 9h30
  • Foz Iguaçu – Praça da Paz | 9h
  • Francisco Beltrão – Praça da Matriz | 10h
  • Guarapuava – Praça Cleve | 10h
  • Irati – Rua da Cidadania | 10h
  • Irati – Av. Paraná | 14h
  • Laranjeiras do Sul – Av. Santos Dumont (Super creche 2) | 9h
  • Londrina – Teatro Ouro Verde | 16h
  • Maringá – Praça Raposo Tavares | 14h
  • Maringá – Estacionamento do estádio Willie Davis | 15h
  • Matinhos- Rotatória | 9h
  • Morretes – Carreata concentração na Copel | 15h
  • Paranaguá – Praça dos Leões | 9h
  • Pato Branco- Em frente a Igreja Matriz | 16h
  • Ponta Grossa – Praça Barão de Guaraúna | 15h
  • Umuarama – Praça Arthur Thomas | 11h
  • Umuarama – Praça Arthur Thomas | 15h
  • União da Vitória – Praça Coronel Amazonas | 15h
  • Cachoeira do Sul – Praça da Caixa D’Água | 14h

Rio Grande do Sul

  • Cachoeira do Sul – Praça da Caixa D’Água | 14h
  • Candiota – Canteiro Central da 24 de Março | 10h
  • Canoas – Praça do Avião e Calçadão Canoas | (*Aguardando infos)
  • Caxias do Sul – Praça Dante Alighieri | 15h
  • Erechim – Esquina Democrática | 13h30
  • Frederico Westphalen – Praça da Matriz | 10H
  • Gravataí – Parada 66, em frente ao Veterano | 10h
  • Lagoa Vermelha – Igreja São Paulo | 14h
  • Nonoai – Trevo RS 406 – 324 na Comunidade São José | 9h
  • Novo Hamburgo – (*Aguardando infos)
  • Palmeira das Missões – Carreata Pórtico Norte | 14h
  • Pelotas – Caminhada Mercado Público | 10h
  • Porto Alegre – Largo Glênio Peres | 15h
  • Rio Grande – Largo Dr. Pio | 11h
  • Santa Maria – Praça Saldanha Marinho | 13h

Santa Catarina

  • Florianópolis – Praça Tancredo Neves | 9h30
  • Brusque – Esquina da Av. Getúlio Vargas c/ 1º de maio | 10h
  • Chapecó – Catedral | 9h30
  • Garopaba – Rua do Na Lata |  15h
  • Joinville – Praça da Bandeira | 10h
  • Blumenau – Praça Teatro Carlos Gomes | 10h
  • Lages – Calçadão | 10h
  • Criciúma – Praça da Santa Luzia | 9h
  • São Francisco do Sul- Igreja Matriz | 14h
  • Herval D’oeste – Carreata – saindo da Praça  I 14h30
  • São Miguel do Oeste – Trevo de SMO/saída para MaravilhaI 10h
  • Concórdia – Calçadão (Esquina com a Dr Maruri) |  15h
  • Araranguá – Relógio do Sol  |  10h
  • Tubarão  – Antiga Rodoviária   |  9h
  • Laguna – Cais do Centro – |  9h30
  • Canoinhas – Praça Oswaldo de Oliveira ( Coreto) |  14h30
  • Timbó – Live/ATO ONLINE –  (Domingo – 04/07)  |  15h
  • Tubarão – Antiga Rodoviária | 9h

Atos no Exterior

Canadá

  • Montreal – | 15h
  • Quebec – Parlamento de Quebec – 10h  (horário local)
  • Toronto – City Hall | 15h  (horário local)
  • Vancouver – Consulado Geral do Brasil em Vancouver | 12h  (horário local)

Estados Unidos

  • Los Angeles – Wilshire Federal Building (11000 Wilshire BLVD, 90024) | 10h  (horário local)

Espanha

  • Madrid – Picnic Palácio de Cristal no Parque Del Retiro | 18h  (horário local)
  • Barcelona – Font de Canaletes (Inicio Rambla) | 19h (horário local)

Portugal

  • Lisboa – Rossio (Praça D. Pedro IV) | 18h  (horário local)
  • Braga – Praça da República, em frente ao chafariz | 18h  (horário local)
  • Coimbra – Praça 8 de Maio | 12h30  (horário local)
  • Porto – Centro Português de Fotografia, Largo Amor de Perdição | 13h30 (horário local)

Reino Unido

  • Londres – Parliament Square / Estátua de Gandhi | 15h  (horário local)

Itália

  • Roma – Pomponio Leto, 02 às 21h (horário local)
  • Roma – (Domingo – 04/07) – Piazza San Giovanni ore | 18h (horário local)

Finlândia

  • Helsinki – Performance e Exposição de fotos na Embaixada do Brasil em Helsinki durante todo o dia | 10h (horário local)

Alemanha

  • Frankfurt – Römerberg (Sexta – 02/07) | 17h (horário local)

Rede Brasil Atual


VOLVER

Más notas sobre el tema