Brasil | Internan de urgencia a Bolsonaro por dolores abdominales

544

Jair Bolsonaro ingresó en un hospital de San Pablo tras interrumpir sus vacaciones

El presidente de Brasil, Jair Bolsonaro, fue hospitalizado de urgencia en la madrugada de este lunes para tratar una posible obstrucción intestinal, informó la prensa local.

Bolsonaro, de 66 años y en el poder desde 2019, fue trasladado al hospital Vila Nova Star, en San Pablo, tras aterrizar procedente de Santa Catarina (sur), donde pasó las vacaciones de fin de año, según TV Globo y varios medios.

Según el portal de noticias de la UOL, que cita declaraciones de Antônio Luiz Macedo, el cirujano que operó al mandatario cuando fue herido en plena campaña electoral en 2018, el diagnóstico inicial es una nueva obstrucción intestinal.

Las imágenes del aterrizaje mostraron al presidente bajando las escaleras del avión. El hospital hasta el momento no ha confirmado la presencia del mandatario en el lugar.

El médico Antônio Luiz Macedo, quien operó a Bolsonaro tras la puñalada en septiembre de 2018 y ha seguido la evolución del caso desde entonces, dijo que la delegación presidencial le informó que el mandatario siente dolor abdominal y, por lo tanto, fue trasladado al hospital. Macedo, sin embargo, no cree que sea necesario que Bolsonaro se someta a una cirugía, según informa el medio G1.

El médico se encuentra en las Bahamas y está esperando que un avión regrese a Brasil para evaluar el estado del presidente.

Desde que fue apuñalado hasta la muerte durante la campaña electoral de 2018, Bolsonaro ha sido sometido a cuatro cirugías como resultado del episodio. También tuvo otros dos procedimientos no relacionados con la herida: extracción de un cálculo en la vejiga y una vasectomía. En julio, tuvo que ser hospitalizado por hipo persistente.

Bolsonaro se encontraba de vacaciones en el estado de Santa Catarina junto a la primera dama, Michelle Bolsonaro, y otros familiares, además del equipo de seguridad.

La visita del mandatario a la costa de Santa Catarina estuvo marcada por encuentros con simpatizantes en la playa, paseos en moto de agua, cena en una pizzería e incluso una visita a un parque temático donde actuó como piloto tras espectáculo.

En los últimos días, la oposición criticó a Bolsonaro por no haber interrumpido sus vacaciones para monitorear la situación en el estado de Bahía, golpeado por fuertes

Infobae


Bolsonaro dá entrada em hospital de SP na madrugada desta 2ª

O presidente Jair Bolsonaro (PL) desembarcou no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, na madrugada desta 2ª feira (3.jan.2022) para a realização de exames médicos. Bolsonaro está com dores abdominais.

O médico-cirurgião Antônio Luiz Macedo, que operou Bolsonaro depois da facada no abdômen, em setembro de 2018, também irá para o hospital. Macedo está passando férias no Caribe e deve embarcar para a capital paulista na manhã de hoje.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse a jornalistas que o estado de saúde do presidente é estável. De acordo com Queiroga, o hospital divulgará um boletim médico no decorrer do dia.

Bolsonaro ficou internado em julho de 2021 com obstrução intestinal. Os médicos chegaram a cogitar uma intervenção cirúrgica, que acabou sendo descartada.

O chefe do Executivo passava férias com a família no litoral de Santa Catarina desde o dia 27 de dezembro. Andou de jet ski, visitou a casa de apoiadores, tomou caldo de cana no comércio local e foi a um parque de diversões. Ele foi atacado pela oposição por descansar e causar aglomerações em um momento em que milhares de famílias estão desabrigadas depois das enchentes na Bahia.

HISTÓRICO MÉDICO

O presidente Bolsonaro foi internado pelo menos 5 vezes desde que lançou sua candidatura à Presidência da República e realizou 6 cirurgias. Também teve covid-19.

O Poder360 lista os principais problemas de saúde do presidente:

6.set.2018 – facada: sofre atentado na reta final das eleições e é submetido à cirurgia. Médicos identificaram traumatismo abdominal;.

12.set.2018 – obstrução no intestino: submetido a procedimento de emergência depois que tomografia identificou obstrução do intestino delgado;.

16.set.2018 – fora de risco: Bolsonaro deixa a UTI, mas permanece hospitalizado;.

27.set.2018 – complicações: ainda internado, Bolsonaro apresenta infecção bacteriana após a retira de um cateter. Ocorrência atrasa alta, prevista para o dia seguinte;

29.set.2018 – alta: o candidato à presidência deixa o hospital 23 dias depois da facada;.

28.jan.2019 – colostomia: já eleito presidente, Bolsonaro removeu a bolsa de colostomia. Ficou internado por 18 dias;.

8.set.2019 – hérnia: procedimento para corrigir hérnia decorrente da cicatrização inadequada da parede abdominal. Procedimento durou 8 horas. Foi liberado depois de 8 dias;.

8.set.2019 – hérnia: procedimento para corrigir hérnia decorrente da cicatrização inadequada da parede abdominal. Procedimento durou 8 horas. Foi liberado depois de 8 dias;.

23.dez.2019 – queda: presidente cai no banheiro durante a noite e é encaminhado ao Hospital das Forças Armadas;.

30.jan.2020 – exames: médicos avaliaram necessidade de corrigir cicatriz de procedimentos anteriores e reposicionar tela que o presidente recebeu na cirurgia de hérnia em setembro de 2019;.

7.jul.2020 – covid: presidente é diagnosticado com coronavírus;.

25.jul.2020 – teste negativo: presidente anuncia que está curado da covid-19;.

25.set.2020 – cálculo na bexiga: fez cirurgia para remover a pedra na bexiga e recebeu alta no dia seguinte;.

24.nov.2020 – exames de rotina: Bolsonaro se consulta no serviço médico da Presidência;.

3.jul.2021 – soluços: presidente começa a soluçar durante discursos e eventos públicos. A apoiadores, ele disse que os soluços começaram depois de tomar medicação recomendada após um implante dentário;.

10.jul.2021 – mal estar: Bolsonaro se retira de jantar com empresários. Mais cedo, os soluços atrapalharam discurso;.

14.jul.2021 – crise de soluços: Bolsonaro dá entrada no hospital para investigar a origem da crise de soluços. Médicos recomendam ficar sob observação de 24 a 48 horas, não necessariamente no hospital;.

3.jan.2022 – nova ida ao hospital: Bolsonaro sente dores abdominais e é internado para realização de exames….

Poder 360


Férias de Bolsonaro têm aglomerações, contato com deputado com Covid e passeios de jet ski.

O presidente Jair Bolsonaro, que passa férias em Santa Catarina, voltou a causar aglomeração em na praia de Itapoá, onde passa férias.

No sábado 1, o ex-capitão publicou um vídeo nas redes sociais em que pilota um jet ski e anda sem máscara ao lado de apoiadores.

Nos últimos dias de 2021, o presidente teve contato com o deputado federal Coronel Armando (PSL-SC), que na terça-feira 29 anunciou que testou positivo para a Covid-19.

“Em razão disso, por prevenção e responsabilidade, mandei mensagem ao Presidente Jair Bolsonaro uma vez que o recebi ontem em São Francisco e tivemos um breve contato, falei com o chefe de Gabinete do presidente e alertei ao médico da equipe para que estivesse ciente”, escreveu o parlamentar.

Na sexta-feira 31, Bolsonaro, também sem máscara, visitou a uma idosa de 95 anos em São Francisco do Sul (SC).

O presidente, que deve ficar no estado até esta segunda-feira 3, chegou a afirmar que não anteciparia o fim do recesso mesmo com o drama das enchentes na Bahia.

Nas redes sociais, a hahstag #Bolsonarovagabundo ficou entre os assuntos mais comentados no Twitter. De acordo com pesquisa Moldamais/AP Exata, a popularidade do governo apresentou queda na internet: 53,5% avaliam a gestão como ruim ou péssima, 22,1% como boa ou ótima e 24,5% como regular.

“Na guerra de hashtags, #BolsonaroVagabundo abarcou 24,8% do total de tags em posts que mencionam os presidenciáveis no Twitter. #BolsonaroOrgulhoDoBrasil ficou em segundo lugar, com 9,5%”, acrescenta a pesquisa.

Antes de ir a Santa Catarina, o presidente passou pelo Guarujá (SP), onde dançou um funk que compara esquerdistas a cadelas.

Carta Capital

Más notas sobre el tema