Brasil | Alckmin anuncia otros 61 nombres de la transición de Lula; ya son 116

586

Alckmin anuncia outros 61 nomes da transição de Lula; já são 116

Por Murilo Fagundes

O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), anunciou nesta 2ª feira (14.nov.2022) uma lista com mais 61 integrantes dos grupos técnicos do governo de transição.

Entre os nomes, está o nome de atletas como Ana Moser, do vôlei, e Raí Sousa, do futebol, além de políticos, como Márcio França (PSB-SP) e Guilherme Boulos (Psol-SP).

Até o momento, Alckmin havia anunciado os integrantes de 8 dos 31 grupos técnicos (Economia, Planejamento, Igualdade Racial, Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Comunicação, Direitos Humanos, Indústria e Mulheres).

Nesta 2ª feira (14.nov), tornou públicos os nomes de convocados para mais 6 núcleos. Foram divulgados, então, 14 de 31 grupos.

Eis os nomes divulgados por Alckmin em São Paulo (SP)

Andressa Pellanda – coordenadora-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação;

Alexandre Schneider – ex-secretário municipal de Educação por SP;

Binho Marques – ex-governador do Acre; Cláudio Alex – presidente do Conif e reitor do IFPA;

Heleno Araújo – presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) de Pernambuco;

Henrique Paim – ex-ministro da Educação;

Macaé Evaristo – ex-secretária municipal de Belo Horizonte, ex-secretária estadual e deputada estadual eleita por Minas Gerais;

Maria Alice Setúbal (Neca Setúbal) – presidente do Conselho Consultivo da Fundação Tide Setúbal;

Paulo Gabriel – ex-reitor da Universidade Federal do Recôncavo Baiano e presidente do Conselho Estadual de Educação da Bahia;

Priscila Cruz – presidente-executiva do Todos pela Educação;

Ricardo Marcelo Fonseca – presidente da Andifes e reitor da UFPR;

Rosa Neide – ex-secretária de estado da Educação do Mato Grosso e deputada federal;

Teresa Leitão – professora, ex-deputada estadual, senadora eleita por Pernambuco;

Veveu Arruda – ex-prefeito de Sobral (CE);

ESPORTE

Ana Moser – atleta de vôlei e medalhista olímpica brasileira;

Edinho Silva – atual prefeito de Araraquara e ex-ministro-chefe da Secom;

Isabel Salgado – voleibolista, pioneira no vôlei de praia, medalhista de ouro;

José Luiz Ferrarezi – ex-vereador de São Bernardo do Campo e gestor na área de esportes;

Marta Sobral – jogadora de basquete, medalhista de ouro no PanAmericano;

Mizael Conrado – advogado, presidente do Comitê Paralímpico e bicampeão de futebol de cegos;

Nádia Campeão – ex-vice-prefeita de São Paulo;

Raí Souza Vieira de Oliveira – campeão brasileiro de futebol;

Verônica Silva Hipólito – atleta paralímpica, medalhista de prata;

INFRAESTRUTURA

Alexandre Silveira – senador por Minas Gerais;

Gabriel Galípolo – economista, ex-presidente do Banco Fator e pesquisador do Cebre;

Maurício Muniz – ex-ministro da Secretaria Nacional de Portos;

Miriam Belchior – ex-ministra do Planejamento e ex-presidente da Caixa;

Paulo Pimenta – deputado federal pelo Rio Grande do Sul;

Vinicius Marques – ex-presidente do CADE;

Fernanda Batista – secretária de infraestrutura de Pernambuco;

Marcos Cavalcante – secretário de infraestrutura da Bahia;

JUVENTUDE

Bruna Chaves Brelaz – presidente da UNE; Gabriel Medeiros de Miranda – subsecretário de Juventude do Rio Grande do Norte e ex-diretor da UNE;

Gilberlândio Miranda Santana – presidente da UJS/ES;

Kelly dos Santos Araújo – secretária-geral da juventude do PT e mestranda em história na UFMA;

Marcus Barão – membro da juventude do MDB e ex-vice presidente do Conselho Nacional de Juventude;

Nádia Beatriz Martins Garcia Pereira – secretária nacional da juventude do PT;

Nilson Florentino Júnior – secretário nacional adjunto da juventude do PT;

Tiago Augusto Morbach – presidente nacional da União da Juventude Socialista;

Sabrina Santos – integrante da União dos Moradores de Heliópolis;

CIDADES

Ermínia Maricato – arquiteta, urbanista e secretária de São Paulo, professora da FAU/USP;

Evanise Lopes Rodrigues – mestra em urbanismo e ex-chefe do gabinete da Secretaria dos Programas Urbanos do Ministério das Cidades;

Maria Fernanda Ramos Coelho – ex-presidente da Caixa Econômica Federal, do Consórcio Nordeste;

Inês Magalhães – consultora para políticas publicas de habitação e desenvolvimento urbano, ex-ministra das Cidades;

Geraldo Magela – ex-deputado distrital, federal e ex-secretário de habitação do DF;

Guilherme Boulos – deputado federal eleito por SP; José di Filippi – ex-deputado federal, atual prefeito de Diadema (SP);

Márcio França – ex-governador de São Paulo e ex-prefeito de São Vicente; Rodrigo Neves – ex-prefeito de Niterói (RJ);

João Campos – ex-deputado federal e prefeito de Recife (PE);

Nabil Bonduki – ex-vereador, deputado, urbanista, professor da FAU/USP;

CULTURA

Antônio Marinho – músico e Poeta de Pernambuco;

Áurea Carolina – deputada federal (PSOL-MG);

Juca Ferreira – ex-ministro da Cultura; Lucélia Santos – atriz e ex-candidata a deputada federal pelo PSB-RJ;

Márcio Tavares – Secretário Nacional de Cultura do PT; Margareth Menezes – cantora;

DIREITOS HUMANOS (Novos nomes)

Ariel de Castro Alves – advogado, membro do Instituto Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente;

Maria Luiza Moura Oliveira – psicóloga, ex-presidente do Conanda (Goiás);

Welington Pereira da Silva – teólogo, pastor metodista, ex-conselheiro do Conanda (Brasília);

Isabela Henriques – advogada, presidenta da Comissão da Criança e do Adolescente da OAB-SP;

PRÉVIA DA ESPLANADA

Em 2018, o então coordenador da transição do governo de Jair Bolsonaro, Onyx Lorenzoni, elencou 18 áreas técnicas prioritárias. Em 2019, a Esplanada sob o comando do atual presidente começou com 22 ministérios. Agora, em 2022, Alckmin escolheu 31 áreas. Esse é um indicativo concreto de que, como é desejo de Lula, a Esplanada dos Ministérios sob sua liderança terá mais pastas.

Os ministérios prometidos pelo petista durante a campanha, somados aos que já existem, resultam em 34 pastas.

São estes os 31 núcleos temáticos selecionados pela equipe de Lula para esta etapa do governo:

* Agricultura, Pecuária e Abastecimento;
* Assistência social;
* Centro de Governo; Cidades;
* Ciência, Tecnologia e Inovação;
* Comunicações; Cultura;
* Defesa;
* Desenvolvimento Agrário;
* Desenvolvimento regional;
* Direitos Humanos;
* Economia;
* Educação;
* Esporte; Igualdade Racial;
* Indústria, Comércio e Serviços;
* Infraestrutura;
* Inteligência Estratégica;
* Justiça e Segurança Pública;
* Meio Ambiente;
* Minas e Energia;
* Mulheres;
* Pesca;
* Planejamento, Orçamento e Gestão;
* Povos Originários;
* Previdência Social;
* Relações Exteriores;
* Saúde; Trabalho;
* Transparência,
* Integridade e Controle;
* Turismo;

No conselho político, entraram:

* Antonio Brito (PSD);
* Carlos Siqueira (PSB);
* Daniel Tourinho (Agir);
* Felipe Espírito Santo (Pros);
* Gleisi Hoffmann (PT);
* Guilherme Ítalo (Avante);
* Jefferson Coriteac (Solidariedade);
* José Luiz Pena (PV); Juliano Medeiros (Psol);
* Luciana Santos (PCdoB); Wesley Diógenes (Rede)
* Wolney Queiroz (PDT)

Poder 360

Más notas sobre el tema