Brasil | Movimientos sociales se movilizan en defensa de la democracia tras los ataques bolsonaristas

1.698

Movimentos populares convocam manifestações pelo Brasil nesta segunda-feira

 

Manifestações em defesa da democracia ocorrem em todo o Brasil ao longo desta segunda-feira (9). Os atos estão programados pelas Frentes Brasil Popular, Frente Povo Sem Medo, Fórum das Centrais Sindicais, Coalizão Negra Por Direitos e Convergência Negra. As manifestações devem ocorrer a partir das 17h. Em São Paulo, a concentração será no Masp.

Antes, um ato está marcado para 12h no Salão Nobre da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, no Largo São Francisco, centro da capital paulista. A faculdade, o coletivo USP pela Democracia e a reitoria da universidade convocam esse ato.

Em Brasília, movimentos convocam para um protesto “Fora, Ibaneis“, às 10h, em frente ao Palácio do Buruti. O governador do Distrito Federal Ibaneis Rocha é responsabilizado, por omissão ou cumplicidade, pelos atos terroristas.

Ainda na noite deste domingo, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, afirmou que “criminosos serão tratados como criminosos“. Dino anunciou que a primeira prioridade do domingo, desmontar o atentado terrorista às sedes dos Três Poderes, está alcançada. Vândalos invadiram os prédios do Supremo Tribunal Federal, do Palácio do Planalto e do Congresso. A destruição atingiu obras de arte, vidraças, móveis, equipamentos – inclusive com roubo de armas e munições do Gabinete de Segurança Institucional (GSI).

São Paulo – Manifestações em defesa da democracia ocorrem em todo o Brasil ao longo desta segunda-feira (9). Os atos estão programados pelas Frentes Brasil Popular, Frente Povo Sem Medo, Fórum das Centrais Sindicais, Coalizão Negra Por Direitos e Convergência Negra. As manifestações devem ocorrer a partir das 17h. Em São Paulo, a concentração será no Masp.

Antes, um ato está marcado para 12h no Salão Nobre da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, no Largo São Francisco, centro da capital paulista. A faculdade, o coletivo USP pela Democracia e a reitoria da universidade convocam esse ato.

Em Brasília, movimentos convocam para um protesto “Fora, Ibaneis“, às 10h, em frente ao Palácio do Buruti. O governador do Distrito Federal Ibaneis Rocha é responsabilizado, por omissão ou cumplicidade, pelos atos terroristas.

Ainda na noite deste domingo, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, afirmou que “criminosos serão tratados como criminosos“. Dino anunciou que a primeira prioridade do domingo, desmontar o atentado terrorista às sedes dos Três Poderes, está alcançada. Vândalos invadiram os prédios do Supremo Tribunal Federal, do Palácio do Planalto e do Congresso. A destruição atingiu obras de arte, vidraças, móveis, equipamentos – inclusive com roubo de armas e munições do Gabinete de Segurança Institucional (GSI).

“Isso é terrorismo, é golpismo. Temos a certeza de que a imensa maioria da população não quer a implementação dessas trevas”, afirmou Dino. Ele citou pesquisa em que 90% dos brasileiros repudiam o terrorismo bolsonarista.

Dino disse ainda que centenas pessoas foram presas em flagrante e que as prisões continuam ao longo da noite. Segundo o ministro, o governo identificou e apreendeu ônibus que levaram terroristas a Brasília.

“Quem financia crime, criminoso é. Nós chegaremos aos financiadores dos atos”, garantiu Dino.

Confira íntegra da convocação dos Movimentos

As organizações sindicais e populares que integram as Frentes Brasil Popular, a Frente Povo Sem Medo, o Fórum das Centrais Sindicais, a Coalizão Negra Por Direitos e a Convergência Negra, reunidas em defesa do Estado Democrático de Direito vêm a público para:

  • Registrar o mais veemente repúdio aos atos de vandalismo e criminosos praticados no dia de hoje em Brasília, que atentam contra a democracia e depredaram a sede dos três poderes da República. Adotamos estado de mobilização e vigilância permanente em defesa da democracia, do governo legitimamente eleito, contra o golpismo e pela punição dos responsáveis pelos ataques às instituições.
  • Orientar todas as organizações sindicais e populares, bem como toda militância social do campo democrático e progressista a manifestarem-se nas ruas de todo o país no final da tarde desta segunda-feira (9/01), em defesa da democracia, das instituições e da soberania do voto popular.
  • Construir ato político a realizar-se em Brasília na próxima quarta-feira (11/01) com foco na defesa da democracia, no repúdio aos ataques às instituições da República praticadas por fascistas neste domingo e na defesa de que aqueles que financiaram e praticaram crimes sejam responsabilizados. Realizaremos essas manifestações em aliança com todos as lideranças, autoridades e segmentos da sociedade comprometidos com a defesa do Estado Democrático de Direito.
  • Reunir-se, em preparação, com partidos, centrais sindicais, movimentos populares e organizações da sociedade com atuação nacional nesta segunda-feira, 09 de janeiro, às 14 horas, por videoconferência.

Brasil, 8/1/2023

  • Fórum das Centrais Sindicais
  • Frente Brasil Popular
  • Frente Povo Sem Medo
  • Coalizão Negra por Direitos
  • Convergência Negra

Red de Brasil Atual

 

Más notas sobre el tema