Policía asesina a otro joven y el gobierno discutirá un nuevo plan de seguridad

Mais um adolescente é morto por policial em São Paulo

Um outro adolescente foi morto na manhã desta terça-feira por um policial no Parque Novo Mundo, em São Paulo, o que deu início a novos protestos na zona norte da capital paulista. Moradores do bairro queimaram pneus e bloquearam a Avenida Tenente Amaro Felicíssimo da Silveira.

De acordo com a Polícia Militar, um PM à paisana seguia no próprio veículo para trabalhar na Operação Delegada quando se perdeu e acabou dentro da comunidade Bela Vista. Dois homens abordaram o policial em um suposto assalto. O PM reagiu, baleando e matando um adolescente.

Depois disso, a comunidade se revoltou e protestou no começo da tarde. Cerca de 150 pessoas pretendiam fechar a Marginal do Tietê, mas o protesto se dispersou após a chegada da Rota e do helicóptero àguia.

 

http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/geral/noticia/2013/10/mais-um-adolescente-e-morto-por-policial-em-sao-paulo-4317499.html

 

Gobierno discutirá nuevas medidas para enfrentar las protestas

Governo federal discutirá medidas para evitar atos de vandalismo em protestos

O Ministro da Justiça, Luís Eduardo Cardozo, anunciou nesta terça-feira que vai se reunir com os secretários de Segurança do Rio de Janeiro e de São Paulo na próxima quinta-feira, para que possa ser discutida uma ação única a ser tomada contra os atos de vandalismo em manifestações públicas.

— Dialoguei durante o dia de ontem (segunda) e de hoje (terça) com o Fernando Grella, secretário de Segurança Pública de São Paulo, e, na manhã de hoje (terça), com o secretário Mariano Beltrame, secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro e nos parece que a situação exige que os órgãos de Segurança Pública compartilhem informações e tomem ações em conjunto — disse o ministro.

Na reunião, que terá também representantes da Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Secretaria Nacional de Segurança Pública, serão discutidas medidas de segurança pública para evitar os atos de vandalismo.

— Não quer dizer que nós devamos reprimir a liberdade de manifestação. Quer dizer que os órgãos de Segurança Pública devem fazer uma análise de inteligência, investigar e aplicar a punição da melhor forma possível às pessoas que transgridem a lei — explicou o ministro.

Terça-feira também foi de protestos

Na noite desta segunda-feira a rodovia Fernão Dias foi bloqueada por manifestantes durante um protesto contra a morte do estudante Douglas Rodrigues, baleado por um policial militar no domingo.

Nesta terça-feira, moradores do bairro queimaram pneus e bloquearam a Avenida Tenente Amaro Felicíssimo da Silveira para protestar pela morte outro adolescente por um policial no Parque Novo Mundo.

De acordo com a Polícia Militar, um PM à paisana seguia no próprio veículo para trabalhar na Operação Delegada quando se perdeu e acabou dentro da comunidade Bela Vista. Dois homens abordaram o policial em um suposto assalto. O PM reagiu, baleando e matando um adolescente.

Depois disso, a comunidade se revoltou e protestou no começo da tarde. Cerca de 150 pessoas pretendiam fechar a Marginal do Tietê, mas o protesto se dispersou após a chegada da Rota e do helicóptero àguia.

 

http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/geral/noticia/2013/10/governo-federal-discutira-medidas-para-evitar-atos-de-vandalismo-em-protestos-4317422.html