Brasil: 10 mil trabajadores metalúrgicos realizan paro contra medidas de Mercedes-Benz

Trabalhadores na Mercedes do ABC fazem passeata contra cortes

Trabalhadores na Mercedes-Benz de São Bernardo do Campo, na região do ABC paulista, fizeram passeata  na rodovia Anchieta, em protesto contra cortes anunciados pela montadora. Eles estão em greve há três dias. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, o ato teve participação de 10 mil trabalhadores. Eles saíram da fábrica por volta de 7h e retornaram às 10h30.

“O que a empresa quer fazer é uma tragédia para a cadeia produtiva e para a sociedade. A cada demitido aqui, quatro trabalhadores também perdem os empregos. Nós não vamos permitir”, afirmou o vice-presidente do sindicato, Aroaldo Oliveira da Silva.

O número de cortes ainda não confirmado pela empresa, mas deve chegar a aproximadamente 1.500, ou 15% do efetivo. A Mercedes disse considerar insuficiente a adesão ao Programa de Proteção ao Emprego (PPE).

Volks

Audiência realizada ontem (25) no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 15ª Região, em Campinas, terminou sem acordo entre o Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e a Volkswagen. Os trabalhadores estão em greve desde o dia 17, depois que a empresa começou a enviar comunicados de demissão a alguns funcionários – até agora, pelo menos 43. O sindicato recorreu à Justiça para anular os cortes. O Ministério Público do Trabalho (MPT) marcou reunião para a próxima segunda-feira, às 14h.

Rede Brasil Atual