Abre la CNN Brasil y será gestionada por un pastor evangelista

El sobrino y biógrafo del magnate y pastor evangelista brasileño Edir Macedo. fundador de la Iglesia Universal del Reino de Dios, será el CEO de la CNN Brasil, una franquicia de la cadena estadounidense que abrirá por primera vez en la principal economía latinoamericana durante el primer año del gobierno de Jair Bolsonaro.

Se trata de Douglas Tavolaro, ex vicepresidente de la TV Record y brazo derecho de Macedo. Tavolaro anunció en un comunicado que la señal local de CNN cuenta con la inversión del empresario Rubens Marin, de MRV Engenharia, líder en construcción civil. El negocio es inédito en la historia de Brasil y se produce luego de que Macedo, principal líder evangelista de ese país, adhiriera públicamente y con la línea editorial de sus medios al gobierno de Bolsonaro.

En la prensa local se estima que la aparición de una cadena como CNN Brasil intentará competirle a la gigante cadena multimedia Globo, que lidera en el segmento de información por cable con el canal GloboNews. La familia Bolsonaro históricamente estuvo enfrentanda a la TV Globo y es por eso que varios analistas comparan a la futura CNN Brasil con lo que en Estados Unidos representa Fox News para defender al gobierno de Donald Trump y la agenda conservadora.

Página 12


CNN terá um canal brasileiro ligado à Igreja Universal, aliada de Bolsonaro

O sobrinho e biógrafo do magnata e pastor evangélico brasileiro Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus, será o CEO (diretor executivo) da CNN Brasil, uma franquia da rede estadunidense que será aberta pela primeira vez na principal economia latino-americana durante o primeiro ano do governo de Jair Bolsonaro. Trata-se de Douglas Tavolaro, ex-vice-presidente da TV Record e braço direito de Macedo. A reportagem foi publicada pelo Grupo La Provincia, de Buenos Aires, 15-01-2019. A tradução é de Graziela Wolfart.

Eis o artigo.
Tavolaro anunciou em um comunicado que o sinal local da CNN conta com o investimento do empresário Rubens Marin, da MRV Engenharia, líder da construção civil.

O negócio é inédito na história do Brasil e se dá depois que Macedo, principal líder evangélico do Brasil, aderiu publicamente, e através da linha editorial de seus meios, ao governo de Bolsonaro.

Na imprensa local se estima que o surgimento de uma rede como a CNN Brasil, em formato similar ao utilizado no Chile, tentará competir com a gigante cadeia multimídia Globo, que lidera no segmento de informação a cabo com o canal Globo News.

A família Bolsonaro historicamente enfrentou a TV Globo e é por isso que vários analistas comparam a futura CNN Brasil com o que a Fox News representa nos Estados Unidos para defender o governo de Donald Trump e sua agenda conservadora.

Marin informou em um comunicado que “um país se constrói com uma imprensa plural” e que serão contratadas 800 pessoas, entre eles 400 jornalistas.

Haverá redações em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília e a linha editorial será definida pelos brasileiros e não pelo grupo estadunidense Turner.

Marin será presidente do conselho de administração e Tavolaro, sobrinho, biógrafo e mão direita de Macedo, será o CEO da CNN Brasil, conforme foi informado no comunicado oficial.

“O Brasil é um país importante para seguir a expansão da marca CNN. Este anúncio faz parte de uma estratégia global de trabalhar com sócios que pensam da mesma maneira e veem uma oportunidade clara de produtos e notícias locais com a marca CNN”, disse o vice-presidente de vendas da CNN, Greg Beitchman, ao jornal Folha de São Paulo.

Unisinos