Ordenan arresto de otros cuatro condenados por “el juicio del siglo”

Barbosa decreta prisão e quatro mensaleiros já estão na Papuda

Os quatro condenados no julgamento do mensalão que tiveram prisão decretada pelo ministro Joaquim Barbosa nesta quinta-feira já estão no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, e vão dormir no local. Mais cedo, eles se apresentaram às autoridades competentes para cumprir pena. O deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP), os ex-deputados Bispo Rodrigues (PL-RJ) e Pedro Corrêa (PP-PE) e o ex-dirigente do Banco Rural Vinicius Samarane cumpriram a ordem de Barbosa.

Valdemar Costa Neto renunciou ao mandato de deputado já na tarde desta quinta-feira e se apresentou diretamente na Papuda. Bispo Rodrigues também já estava na Papuda por volta das 20h. Pedro Corrêa e Samarane, entretanto, antes de seguir para o presídio, se apresentaram à Polícia Federal (PF).

Há expectativa de serem presos outros dois condenados nos próximos dias: o deputado Pedro Henry (PP-MT) e Rogério Tolentino, ex- advogado de Marcos Valério.

O advogado Marcelo Leal, que defende Corrêa, afirmou que o seu cliente pediu alguns remédios controlados para doenças que tem. Ele disse que vai pedir uma transferência de Corrêa para Recife, cidade onde mora, e também vai requerer que ele possa exercer trabalho externo como médico. Ao contrário do que informou a PF, Leal disse que Corrêa não fez exame médico no Instituto Médico Legal (IML), mas sim na própria superintendência da PF.

– Vou lutar por cada centímetro de direito que meu cliente tem – disse. – Ele é médico, eu devo pedir que ele cumpra (a pena) no domicílio dele, que é Recife, e que cumpre com a atividade dele, prestando serviços médicos.

Questionado sobre quais são as doenças de Corrêa, ele respondeu:

– Ele não tem nenhum problema grave. Ele tem doenças crônicas, diabetes, por exemplo – explicou.

Na Papuda, em local para regime semiaberto, estão o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, o ex-deputado federal Romeu Queiroz (MG) e o ex-tesoureiro do PL, hoje PR, Jacinto Lamas.

Nas celas individuais da Penitenciária do Distrito Federal, onde estão os presos em regime fechado,estão o operador do mensalão, Marcos Valério; seus ex-sócios Cristiano Paz e Ramon Hollerbach; e o ex-diretor do Banco Rural José Roberto Salgado.

Valdemar renuncia ao mandato de deputado

Antes de se apresentar, Valdemar Costa Neto afirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, que não comenta decisões do Poder Judiciário. No final da tarde, o líder do PR na Câmara, Luciano Castro (RR) leu a carta de renúncia de Costa Neto no plenário da Casa. O advogado Marcelo Leal, que defende Pedro Corrêa, chegou às 17h20 na Superintendência da Polícia Federal em Brasília, e esperou pelo cliente no local.

Após determinar as prisões, Barbosa enviou ao presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PT-RN) e ao presidente do Superior Tribunal Eleitoral (TSE), ministro Marco Aurélio Mello, comunicado sobre a prisão de Costa Neto. Os documentos tinham o mesmo teor.

“Encaminho a Vossa Excelência cópia da decisão em que neguei seguimento aos embargos infringentes opostos pelo réu Valdemar Costa Neto, por faltar-lhe requisito objetivo essencial de admissibilidade e por considerá-lo meramente protelatório. Determinei a imediata certificação do trânsito em julgado da condenação e o consequente início da execução do acórdão condenatório”, escreveu Barbosa.

A PF informou nesta quinta-feira que recebeu as ordens de transferência da Kátia Rabello e Simone Vasconcelos para cumprimento de pena em Minas Gerais. As transferências, entretanto, não acontecerão hoje, segundo a Polícia Federal. Mais cedo, a PF chegou a informar que tinha recebido as ordens de transferência. Depois, voltou atrás, desmentindo o comunicado. Mas voltou a dizer que tinha recebido a ordem sobre as duas condenadas. Na segunda-feira, chegou a ser anunciado que essas ordens haviam sido expedidas, mas constatou-se que era um equívoco, porque faltavam alguns documentos necessários para a remoção das duas. Esses papéis chegaram às mãos da PF apenas hoje.

Costa Neto foi condenado a sete anos e dez meses de prisão. Rodrigues pegou seis anos e três meses. Corrêa foi condenado a sete anos e dois meses por corrupção. Os três foram enquadrados em corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Samarane foi apenado com oito anos, nove meses e dez dias por lavagem de dinheiro e gestão fraudulenta.

Este ano, Valdemar já admitiu, em entrevistas, que recebeu dinheiro não declarado, disse que respeitava decisão da justiça, embora considerasse que tivesse sido condenado pelo crime errado.

O ex-deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ), delator do esquema e também condenado no processo, foi submetido a exames médicos. Barbosa deverá decidir nos próximos dias se ele cumprirá pena no presídio ou em casa. No último dia 15, Barbosa mandou prender os primeiros 12 condenados – entre eles, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, o ex-deputado José Genoino e o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares. Também foi determinado o início do cumprimento de penas alternativas impostas a três réus.

 

http://oglobo.globo.com/pais/barbosa-decreta-prisao-quatro-mensaleiros-ja-estao-na-papuda-10980280